'Digo alô ao inimigo, encontro um abrigo no peito do meu traidor...'

22 de jan de 2009

"Tem gente que tenta ser, tem gente que nasce sendo."
"A verdade é que me enchi, De você, de nós, da nossa situação sem pé nem cabeça. Não tem sentido continuarmos dessa maneira. Eu, nessa constante agonia o tempo todo imaginando como você vai estar. E você, numas horas doce, noutras me tratando como lixo. Não sou lixo. Tampouco quero a doçura dos culpados, artificial como aspartame.Fico pensando como chegamos a esse ponto. Não quero mais descobrir coisas sobre você, por piores ou melhores que possam ser.Assim, chega. Chega de brigas, de berros, de chutes nos móveis. Chega de climas, de choros, de silêncios abismais. Para quê, me diz? O que, afinal, eu ganho com isso? A companhia de uma pessoa amarga, que já nem quer mais estar ali, ao meu lado, mas em outro lugar?Sinceramente, abro mão. Vou atrás de um outro jeito de viver a minha vida, já que em qualquer situação diferente estarei lucrando.Bom é isso, se agora isso ainda me causa alguma tristeza, tudo bem. Não se expurga um câncer sem matar células inocentes..."[Fernanda Young]

19 de jan de 2009



Amor & Loucura


"Contam que uma vez se reuniram todos os sentimentos e qualidades dos homens em um lugar da terra. Quando o ABORRECIMENTO havia reclamado pela terceira vez, a LOUCURA, como sempre tão louca, lhes propôs:
- Vamos brincar de esconde-esconde?
A INTRIGA levantou a sobrancelha intrigada e a CURIOSIDADE sem poder conter-se perguntou:
- Esconde-esconde? Como é isso?
- É um jogo, explicou a LOUCURA, em que eu fecho os olhos e começo a contar de um a um milhão enquanto vocês se escondem, e quando eu tiver terminado de contar, o primeiro de vocês que eu encontrar ocupará meu lugar para continuar o jogo.
O ENTUSIASMO dançou seguido pela EUFORIA.
A ALEGRIA deu tantos saltos que acabou pôr convencer a DÚVIDA e até mesmo a APATIA, que nunca se interessavam pôr nada. Mas nem todos quiseram participar.
A VERDADE preferiu não esconder-se. "Para que, se no final todos me encontram?
A SOBERBA opinou que era um jogo muito tonto (no fundo o que a incomodava era que a idéia não tivesse sido dela).
A COVARDIA preferiu não arriscar-se. - Um, dois, três, quatro... - começou a contar a LOUCURA.
A primeira a esconder-se foi a PRESSA, que como sempre caiu atrás da primeira pedra do caminho.
A FÉ subiu ao céu e a INVEJA se escondeu atrás da sombra do TRIUNFO, que com seu próprio esforço tinha conseguido subir na copa da árvore mais alta.
A GENEROSIDADE quase não consegue esconder-se, pois cada local que encontrava, lhe parecia maravilhoso para algum de seus amigos. Se era um lago cristalino, ideal para a BELEZA. Se era a copa de uma árvore, perfeito para a TIMIDEZ. Se era o voo de uma borboleta, o melhor para a VOLÚPIA. Se era uma rajada de vento, magnífico para a LIBERDADE. E assim acabou escondendo-se em um raio de sol.
O EGOÍSMO, ao contrário, encontrou um local muito bom desde o início. Ventilado, cómodo, mas apenas para ele. A MENTIRA escondeu-se no fundo do oceano (mentira, na realidade, escondeu-se atrás do arco-íris). E a PAIXÃO e o DESEJO, no centro dos vulcões.
O ESQUECIMENTO, não recordo-me onde escondeu-se, mas isso não é o mais importante.
Quando a LOUCURA estava lá pelo 999.999, o AMOR ainda não havia encontrado um local para esconder-se, pois todos já estavam ocupados, até que encontrou uma roseira e, carinhosamente, decidiu esconder-se entre suas flores.
A primeira a aparecer foi a PRESSA, apenas a três passos de uma pedra.
Depois, escutou-se a FÉ discutindo com Deus, no céu, sobre zoologia.
Sentiu-se vibrar a PAIXÃO e o DESEJO nos vulcões.
Em um descuido, a LOUCURA encontrou a INVEJA e claro, pôde deduzir onde estava o TRIUNFO. O EGOÍSMO, não teve nem que procurá-lo: ele sozinho saiu disparado de seu esconderijo, que na verdade era um ninho de vespas.
De tanto caminhar, a LOUCURA sentiu sede e ao aproximar-se de um lago, descobriu a BELEZA. A DÚVIDA foi mais fácil ainda, pois a encontrou sentada sobre uma cerca sem decidir de que lado esconder-se.
E assim foi encontrando a todos.
O TALENTO entre a erva fresca, a ANGÚSTIA em uma cova escura, a MENTIRA atrás do arco-íris (mentira, estava no fundo do oceano) e até o ESQUECIMENTO, que já havia esquecido que estava brincando de esconde-esconde.
Apenas o AMOR não aparecia em nenhum local.
A LOUCURA procurou atrás de cada árvore, embaixo de cada rocha do planeta e em cima das montanhas. Quando estava a ponto de dar-se pôr vencida, encontrou um roseiral. Pegou uma forquilha e começou a mover os ramos, quando, no mesmo instante, escutou-se um doloroso grito. Os espinhos tinham ferido o AMOR nos olhos.
A LOUCURA não sabia o que fazer para desculpar-se. Chorou, rezou, implorou, pediu perdão e até prometeu ser seu guia.
Desde então, desde que pela primeira vez se brincou de esconde-esconde na Terra, o AMOR é cego e a LOUCURA sempre o acompanha."

18 de jan de 2009


"Le pire, c'est que le venin que vous aimez ..."

"Trancar o dedo numa porta doí.

Bater o queixo no chão doí.

Doí morder a língua,cólica doí, doí torcer o tornozelo.

Doí bater a cabeça na quina da mesa,carie doí,pedras nos rins também doí.

Mas o que mais doí é a saudade.

Saudade de um irmão que mora longe.

Saudade de uma brincadeira de infância.

Saudade do gosto de uma fruta que não se encontra mais.

Saudade do amigo imaginário que nunca existiu.

Saudade de uma cidade.

Saudade de nós mesmo,o tempo não perdoa.

Mas a saudade mais dolorida é a saudade de quem se Ama.

Saudade da pele,do cheiro,dos beijos.

Saudade da presença,e até da ausência consentida.

Você podia ficar na sala e ele no quarto,sem se verem,mas sabiam-se lá.

Você podia ir para o dentista e ele para a trabalho,mas sabiam-se onde.

Você podia ficar sem vê-lo,e ele sem vê-la,mas sabiam-se amanhã.

Contudo,quando o Amor de um acaba,ou torna-se menor no outro.

Sobra uma saudade que ninguém sabe como deter.

Saudade é basicamente não saber.

Não saber se ele continua fungando num ambiente mais frio.

Não saber se ele continua sem fazer a barba por causa daquela alergia.

Se aprendeu a entrar na internet,se aprendeu a ter calma no trânsito.

Se continua preferindo cerveja a uísque(e qual a cerveja)Se continua sorrindo com aqueles olhos apertados,e que sorriso lindo.

Será que ele continua cantando aquelas mesmas musicas tão bem(ao menos eu admirava)?

Será que ele continua fumando e se continua adorando Mac Donald's?S

erá que ele continua não amando os livros,e ela cada vez mais?

E continua não gostando de dar longas caminhadas,e ela não assistindo televisão?

Será que ele continua gostando de filmes de ação,e ela de chorar em comédias.

Será que ela continua lendo os livros que já leu?

Será que ele continua tossindo cada vez que fuma?

Saber é não saber mesmo!!!

Não saber o que fazer com os dias que ficaram mais longos,não saber como encontrartarefas que lhe cessem o pensamento.

Não saber como frear as lágrimas diante de uma música,não saber como vencer a dor de um silêncio que nada preenche.

Saudade é não querer saber se ele está com outra,e ao mesmo tempo querer.

É não saber se ele está feliz,e ao mesmo tempo perguntar a todos os amigos por isso...

É não querer saber se ele está mais magro,se ele está mais belo.

Saudade é nunca mais saber de quem se Ama e ainda assim doer.

Saudade é isso que senti(e sinto) enquanto estive escrevendo e o que você (deveria)provavelmente estar sentido agora depois que acabou de ler.”

Quem inventou a distância nunca sofreu a dor de uma saudade!!!"

17 de jan de 2009


" Você vê esse meu jeito

De pessoa liberada

Mas não sabe que por dentro

Não é isso, não sou nada...

Tenho ares de serpente

Mas em casos de amor

Sou pequena, sou carente

Sou mais frágil que uma flôr..

Eu me pinto e me disfarço

Companheira do perigo

Eu me solto em sua festa

Mas sozinha eu não consigo...

Digo coisas que não faço

Faço coisas que não digo

Eu te quero meu amado

Não te quero meu amigo...

Cada vez!Que eu sinto um beijo seu na minha face

Eu luto prá manter

O meu disfarce

E não deixar tão claro que te quero...

Cada vez!Se torna mais difícil o meu teatro

Não dá mais prá fugir do seu contato

Estou apaixonada por você..."
:)
"Se podes olhar, vê. Se podes ver, repara."
"Agora aguenta coração, você não tem mais salvação, você apronta e esquece que você sou eu..."

:(

"Um dia pretendo tentar descobrir

Porque é mais forte

Quem sabe mentir..."

"A gente pode morar numa casa mais ou menos,numa rua mais ou menos,numa cidade mais ou menos e até ter um governo mais ou menos. A gente pode dormir numa cama mais ou menos,comer um feijão mais ou menos,ter um transporte mais ou menos e até ser obrigado a acreditar mais ou menos no futuro.A gente pode olhar em volta e sentir que tudo está mais ou menos.Tudo bem.O que a gente não pode mesmo, nunca, de jeito nenhum é amar mais ou menos,é sonhar mais ou menos,é ser amigo mais ou menos,é namorar mais ou menos,é ter fé mais ou menos e acreditar mais ou menos. Senão a gente corre o risco de se tornar uma pessoa mais ou menos...(Chico Xavier) "
(...)Nossos amigos nem sempre são anjos. As vezes também fazem coisas frustrantes e irreversíveis. Difícil, é sentir o irreversível e não achar maneiras de se conformar.




(...)Sempre acho que namoro, casamento, romance tem começo, meio e fim. Como tudo na vida. Detesto quando escuto aquela conversa:- 'Ah,terminei o namoro...' - 'Nossa, quanto tempo?' - 'Cinco anos... Mas não deu certo...acabou? 'É não deu...? Claro que deu! Deu certo durante cinco anos, só que acabou.E o bom da vida, é que você pode ter vários amores. Não acredito em pessoas que se complementam. Acredito em pessoas que se somam. Às vezes você não consegue nem dar cem por cento de você para você mesmo, como cobrar cem por cento do outro? Outro tem o direito de não te querer.Não lute, não ligue, não dê pití.Se a pessoa tá com dúvida, problema dela, cabe a você esperar ou não. Existe gente que precisa da ausência para querer a presença. O ser humano não é absoluto. Ele titubeia, tem dúvidas e medos mas se a pessoa REALMENTE gostar, ela volta. Nada de drama.Que graça tem alguém do seu lado sob chantagem, gravidez, dinheiro, recessão de família? O legal é alguém que está com você por você. E vice versa. Não fique com alguém por dó também. Ou por medo da solidão. Nascemos sós. Morremos sós. Nosso pensamento é nosso, não é compartilhado. E quando você acorda, a primeira impressão é sempre sua, seu olhar, seu pensamento.Tem gente que pula de um romance para o outro. Que medo é este de se ver só na sua própria compania? Gostar dói. Você muitas vezes vai ter raiva, ciúmes, ódio, frustração. Faz parte.Você namora um outro ser, um outro mundo e um outro universo. E nem sempre as coisas saem como você quer... A pior coisa é gente que tem medo de se envolver. Se alguém vier com este papo, corra, afinal, você não é terapeuta. Se não quer se envolver, namore uma planta. É mais previsível.Na vida e no amor, não temos garantias. E nem todo sexo bom é para namorar. Nem toda pessoa que te convida para sair é para casar. Nem todo beijo é para romancear. Nem todo sexo bom é para descartar. Ou se apaixonar. Ou se culpar. Enfim... Quem disse que ser adulto é fácil?